Sociedade Civil reage e lança “Manual Contra a Censura nas Escolas”

Numa demonstração de que a aprovação do Projeto de Lei que fundamenta, legaliza e torna impositivo a adoção dos princípios e normas defendidos pelos integrantes do Movimento “Escola Sem Partido”, não será pacífica, cerca de 60 entidades representativas do setor educacional e de defesa dos direitos humanos, lançaram hoje (28), em São Paulo, o “Manual Contra a Censura nas Escolas”.

João Baptista Pimentel Neto

Avalie isto:

Moro proíbe anotações e gravação de palestra

MoroDuas semanas após liberar a divulgação de gravações do ex-presidente Lula, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava jato na primeira instância, decidiu proibir que sua palestra fosse gravada durante evento realizado nesta terça-feira (29), em São Paulo.

Moro foi um dos convidados a discursar no evento “Combate à corrupção: desafios e resultados. Casos Mãos Limpas e Lava Jato”, realizado no auditório da Procuradoria Regional da República da 3ª Região.

O magistrado também proibiu que os jornalistas que acompanhavam o evento digitassem suas falas em tablets e em celulares, além de exigir que o canal de TV online do Ministério Público Federal, que transmitia o evento, interrompesse as filmagens enquanto ele palestrava.

A organização do evento impôs ainda o prazo de 10 minutos para que fossem realizadas fotos do magistrado, ao início do evento.

Moro também foi o único convidado do congresso – que incluía ainda a participação do magistrado italiano Piercamillo Davigo, integrante da força tarefa Mãos Limpas (realizada nos anos 1990, na Itália) – que não autorizou a realização de perguntas por parte da plateia, formada majoritariamente por membros do Ministério Públicoe do Poder Judiciário.

Ainda nesta terça-feira, o juiz Sérgio Moro enviou um ofício ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo desculpas por “constrangimentos” provocados pela divulgação dos áudios envolvendo conversas do ex-presidente Lula. O magistrado negou que esse ato tenha sido motivado por intenções políticas.

Fonte: Último Segundo

Facebook reintroduz a censura no Brasil

A censura voltou ao Brasil. E a herança maldita foi reintroduzida por uma empresa estadunidense pontocom, o Facebook. O mundo virtual não é diferente do real, sabemos. Por isso, os que sobreviveram à ditadura brasileira lembram-se bem da sensação horrível de quando uma pessoa desaparecia, inesperadamente. “Onde está fulano/a?” E a resposta: “Fulano/a caiu”.

Elizabeth Lorenzotti

Avalie isto: